Seu navegador não tem suporte a JavaScript.

Notícia

Notícia Opinião e Política

06/03/2019 14:18 h

Tiroteio no Cemetron: Médico é atacado com ácido, reage, mas tem o rosto queimado

Tiroteio no Cemetron: Médico é atacado com ácido, reage, mas tem o rosto queimado

O médico infectologista Gladson Siqueira foi atacado com ácido na manhã desta quarta-feira (6) no momento em que chegava para trabalhar no Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), na Avenida Guaporé, Zona Leste de Porto Velho. A vítima, que é também professor da Faculdade São Lucas, ainda trocou tiros com o criminoso no estacionamento da unidade de saúde. 

De acordo com informações preliminares, o agressor já estava no estacionamento, sentado em uma motocicleta, quando o médico chegou. O homem se aproximou, começou a conversar com a vítima e, logo em seguida, abriu uma garrafa pet com ácido e jogou no rosto do infectologista. 

O médico sacou uma arma e efetuou vários disparos em direção do criminoso, que revidou, mas conseguiu fugir. O criminoso também estava armado e atirou. Os tiros atingiram a lataria do carro do médico e ao menos outros dois que estavam no local.

Desesperada, a vítima correu para dentro do Cemetron pedindo ajuda. Os médicos realizaram os primeiros socorros, uma ambulância foi acionada e encaminhou a vítima para o Hospital de Base.

O ácido atingiu a boca e o olho da vítima. Amigos da vítima relataram que ele é muito querido por todos e que ele trabalha há mais de 20 anos no estado.


Fonte: Rondoniagora


  • Tiroteio no Cemetron: Médico é atacado com ácido, reage, mas tem o rosto queimado






www.jornalcorreiodovale.com.br