Seu navegador não tem suporte a JavaScript.

Notícia

Religião

05/07/2018 13:25 h

Padre é preso por aconselhar mulheres a não fazerem aborto

Padre é preso por aconselhar mulheres a não fazerem aborto

Um sacerdote católico foi preso por ter aconselhado mulheres dentro de uma clínica de aborto. Acusado de “invasão à propriedade privada”, ele irá passar uma semana na cadeia.

Stephen Imbarrato se autodefine como um “padre do protesto”. Nas redes sociaispublica fotos dele sendo preso em manifestações contrárias ao aborto.

O sacerdote participa do “Resgate da Rosa Vermelha”, uma campanha para que padres entrem nas salas de espera de clínicas que realizam aborto e distribuam rosas vermelhas, além de pedir que as mulheres não abortem seus bebês.

Após sua tentativa de resgatar vidas de bebês não nascidos em uma clínica em Washington, D.C., ele e outro ativistas foram presos por invasão de propriedade privada.

Nesta segunda-feira (2), o juiz Robert Morin, da Suprema Corte de Washington, considerou Imbarrato – juntamente com Julia Haag e Joan McKee, que o acompanhavam – culpados das acusações.

Inicialmente, o magistrado apenas proibiu-os de entrar novamente na clínica no local do aborto, mas o padre declarou que não poderia cumprir a determinação. Mesmo explicando que respeita a autoridade, declarou que “rejeito a decisão de um governo corrupto e imoral que sanciona, protege através de seus tribunais e financia o assassinato em massa diário de milhares de bebês inocentes”.

Assim que Imbarrate disse que o juiz teria de prendê-lo se quisesse impedir que ele voltasse à clínica, o juiz Morin o condenou a sete dias de prisão.

Ao LifeSite, o sacerdote afirmou acreditar que foi condenado por “oferecer aconselhamento”, o que não invadiu o local, já que a porta estava aberta. Mesmo assim,  espera que o incidente “motive mais pessoas” a “refletir sobre o que é uma resposta minimamente proporcional ao assassinato contínuo dos não-nascidos”.


Fonte: da Redação


  • Padre é preso por aconselhar mulheres a não fazerem aborto






www.jornalcorreiodovale.com.br