Seu navegador não tem suporte a JavaScript.

Notícia

Notícia Geral

13/06/2018 14:23 h

Rondônia dá exemplo de boas práticas sobre meio ambiente

Rondônia dá exemplo de boas práticas sobre meio ambiente

Um dos temas apresentados na tarde desta terça-feira (12), primeiro dia do workshop promovido pelo Núcleo Estadual para o Desenvolvimento e Integração da Faixa de Fronteira (Neifro) da Secretaria de Estado de Planejamento, Gestão e Orçamento (Sepog), no Rondon Palace Hotel, em Porto Velho, é o Meio Ambiente e o Agronegócio em Rondônia.

O Encontro Diálogo de Fronteira Rondônia – Beni e Pando reuniu representantes brasileiros e bolivianos para troca de informações, entendimentos e tecnologias no desenvolvimento de ações que possam beneficiar economicamente os dois países. Segundo o técnico da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Eliezer de Oliveira, foi apresentada para o público a experiência rondoniense com o zoneamento social ecológico e as vantagens que o estado adquiriu a partir do trabalho realizado.

“A preocupação deles era de qual a metodologia que eles teriam que adotar para fazer o zoneamento lá na região deles, onde autoridades e técnicos bolivianos puderam dirimir as dúvidas e ter um ‘norte’ sobre como devem proceder. Inclusive, do debate, já foi estabelecido um encaminhamento para apresentarmos a nossa legislação pra eles, tanto de unidades de conservação, quanto como fazemos o uso de unidades produtivas, principalmente nas áreas onde há extrativistas morando e vivendo do que produzem no local”, disse o técnico.

Eliezer explica que os extrativistas em Rondônia produzem, comercializam e exportam produtos da floresta de forma legal, agregando valor à produção extrativista. “Na Bolívia há muito atravessadores e eles esbarram na questão da legalidade para organizar essa comercialização. Como nós mapeamos as potencialidades do Estado e o que pode ser feito em cada região, temos o zoneamento como vantagem, e isso será um exemplo que pode ser implantado na região do Beni”, conta.

Na sala específica sobre Meio Ambiente e Agronegócio, também foi discutido sobre outro potencial em crescimento em Rondônia, que é a piscicultura. “Para a região de fronteira, mostramos quais os pontos potenciais, que tipo de fauna existe na área, e como investir no setor. Além disso, como funciona o licenciamento, incentivando a exportação e a importação para que haja a troca entre os países da faixa e os dois sejam beneficiados. Já temos muitos empresários brasileiros investindo na Bolívia, o agronegócio com a plantação de soja, florestas plantadas. Sem contar que 100% do nosso gado e da Bolívia foram vacinados pelos nossos técnicos da Idaron. Então, essa relação já existe, existe legislação federal e decretos estaduais para isso, o que queremos é ampliar, potencializar e diversificar os investimentos e a boa relação entre os dois países vizinhos”, concluiu o profissional.

Agronegócio

O diretor executivo da Secretaria Estadual de Agricultura (Seagri), Avenilson Trindade, explica que, a princípio, há que se construir um diagnóstico para que se possa pensar em ações conjuntas entre o governo brasileiro e o boliviano. Foi apresentado um desenho sobre o desenvolvimento das lavouras de Rondônia, da pecuária, demonstrando como é atuação da Seagri e como pode colaborar, mostrando a pauta de exportação do agronegócio e como ele se comporta.

“Nós temos um destaque para algumas culturas que foram incentivadas recentemente, como o café que, mesmo com a redução da área plantada, teve um aumento na produção mostrando que pode ter grande produtividade a partir da inclusão da tecnologia da muda clonal. Além dessa ideia que pode ser adotada pelo nosso vizinho, mostramos a evolução do volume de produção das criações pecuárias, como suínos, aves, bovinos, caprinos, a nossa exportação, a própria piscicultura e os programas específicos da Seagri, como o crédito fundiário, distribuição de sementes, calcário, e mudas. Tudo isso para incentivar a nossa agricultura, principalmente a de base familiar, sem esquecer o médio e grande produtor, como anualmente no Rondônia Rural Show”.

O evento vai até esta quarta-feira (13), com a presença de autoridades, técnicos, e empresários brasileiros e bolivianos.

Leia mais:

 Participantes do Encontro Diálogo de Fronteira em Porto Velho conhecem detalhes dos serviços prestados na Unidade de Saúde Fluvial Walter Bartolo


Fonte: Secom - Governo de Rondônia


  • Rondônia dá exemplo de boas práticas sobre meio ambiente






www.jornalcorreiodovale.com.br