Seu navegador não tem suporte a JavaScript.

Notícia

Notícial Geral

09/11/2017 14:57 h

Mulher joga óleo quente no ex após ser ameaçada: Fui me defender

Mulher joga óleo quente no ex após ser ameaçada: Fui me defender

Uma cozinheira de 38 anos jogou óleo quente no ex-namorado, um auxiliar de serviços gerais de 28 anos, ao ser ameaçada por ele com um facão dentro da própria casa em Bertioga, no litoral de São Paulo. O casal tem um filho de quatro anos. Segundo a mulher, ele queria reatar o relacionamento contra a vontade dela.

O caso aconteceu em um imóvel no bairro Vista Linda durante a noite. Segundo a polícia, o suspeito entrou na casa pouco tempo após ter sido abordado por uma viatura que havia sido acionada pela ex-namorada, que estava com medo de ser agredida. Ambos estão separados desde o nascimento do filho.

"Ele não reconhecia a criança. Recentemente ele conseguiu na Justiça direito de vê-lo, mas também precisa pagar pensão. Para tentar aproximar os dois, eu aluguei para ele um casa que tenho aos fundos do meu imóvel", explicou a cozinheira. Apesar da reaproximação, ela afirma que não reatou o relacionamento com o ex.

"Ele deixou de pagar o aluguel e ajudar o menino, então pedi para que ele saísse. Ele chegou a dizer que não tinha obrigação de pagar. Dei um prazo. Além disso, ele interferia no meu relacionamento com o meu atual namorado e ficou insistindo para a gente voltar, mas eu não queria", afirma a vítima.

A agressão ocorreu quando, após uma briga em que ela forçava a saída do suspeito da casa, ele a ameaçou de maneira mais agressiva. "Ele apareceu no meu portão e disse que iria me esquartejar. Ele me ameaçou por mensagens também. Eu não estava em casa, mas minha filha viu e foi quando decidimos chamar a polícia".

Quando ela retornou, ambos conversaram na frente dos policiais e, aparentemente, ele concordou em sair da residência. "Mais tarde ele voltou e invadiu minha casa com um facão. Ele não gostou de eu ter chamado a polícia. Eu estava fritando batatinha para as crianças e, para me defender, joguei óleo nele".

Ainda segundo a cozinheira, o ex saiu correndo e gritando na rua. Em seguida, ele foi para o Pronto Socorro da cidade, onde acabou atendido e socorrido. Ela seguiu para a delegacia, onde registrou um boletim de ocorrência. "Estou esperando a decisão de medida protetiva. Eu só fui me defender", diz.

A Polícia Civil informou que um boletim de ameaça foi registrado, mas que ela não informou que havia jogado óleo no homem. Ele deverá ser chamado nos próximos dias para prestar depoimento e esclarecer a situação. O G1 não conseguiu contato com o auxiliar de serviços gerais.


Fonte: G-1


  • Mulher joga óleo quente no ex após ser ameaçada: Fui me defender






www.jornalcorreiodovale.com.br