Seu navegador não tem suporte a JavaScript.

Notícia

Notícial Geral

10/06/2017 09:26 h

Mulher encontrada em mala teve sangue ingerido por algoz


Na manhã desta sexta-feira (09), agentes da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV), dando continuidade as investigações visando  prender Djanes Lacerda de Melo, suspeito de assassinar e ocultar o corpo de Raquel Vieira de Souza, na madrugada do dia 13 do mês passado em uma residência, localizada na Rua Prece, bairro Porto Cristo, zona Leste de Porto Velho, ouviram duas testemunhas. 

VEJA MAIS

As mulheres afirmaram em depoimento que o suspeito estrangulou a vítima e depois desferiu golpes com uma peça de motocicleta na cabeça dela. O sangue que escorria foi ingerido por Djanes, que ainda obrigou uma das testemunhas a também beber. As mulheres disseram que estavam no local para usar drogas, quando o suspeito teria se desentendido com Raquel e praticado o brutal crime. 

A polícia acredita que Djanes ainda esteja escondido na capital e conta com denúncias de populares para prendê-lo.


Fonte: Rondoniaovivo

  • Mulher encontrada em mala teve sangue ingerido por algoz






www.jornalcorreiodovale.com.br