Seu navegador não tem suporte a JavaScript.

Notícia

Geral

11/11/2017 09:26 h

Funcionários de hospital fazem homenagem para médico que morreu na BR-364

Funcionários de hospital fazem homenagem para médico que morreu na BR-364

Profissionais da saúde fizeram nesta sexta-feira (10) uma homenagem para o ortopedista IC Nogueira Cabral, que morreu ao perder o controle da moto em uma curva da BR-364. Durante o plantão no Hospital de Base Ary Pinheiro, a equipe do Centro Cirúrgico se reuniu e orou para o colega de trabalho.

Segundo uma servidora do hospital, a morte do ortopedista abalou todos funcionários da unidade. No intuito de prestar uma homenagem, os profissionais de saúde deram as mãos entre si durante o plantão e oraram pelo jovem de 29 anos.

“Que Deus lhe receba em seus poderosos braços”, escreveu a servidora do hospital.

A foto da homenagem para IC Cabral repercutiu nas redes sociais durante esta sexta-feira e teve mais de 300 compartilhamentos em poucos minutos.

“Lindo ato de amor … Só quem trabalha em equipe sabe o quanto dói perder um membro … Que passa a ser da família”, diz uma internauta.

Já outra usuária comentou a postagem desejando solidariedade: “Muito muito triste.. só Deus pode consolar o coração de seus familiares”.

Uma colega lembrou que IC Cabral morreu jovem, aos 29 anos. “Tão jovem e com uma carreira brilhante pela frente. Mto triste mesmo”, escreveu.

Caso

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na noite de quinta-feira (9), IC Nogueira Cabral seguia sozinho sentido Ariquemes quando perdeu o controle da direção do veículo e bateu na barra de proteção em uma curva da rodovia. Ele morreu na hora.

O corpo do médico foi achado a cerca de 20 metros do local da batida, na altura do KM 570 da BR-364.

IC Nogueira Cabral tinha 29 anos e era médico residente do Hospital de Base em Porto Velho. O jovem, que tinha uma vida discreta e sem exposição nas redes sociais, faria aniversário de 30 anos no próximo dia 26 de novembro.

Nogueira entrou para residência médica no Hospital do Base Ary Pinheiro em 2015 para ortopedia e traumatologia. Na época ele foi classificado junto com mais 104 médicos. 


Fonte: G1 RO


  • Funcionários de hospital fazem homenagem para médico que morreu na BR-364






www.jornalcorreiodovale.com.br