Seu navegador não tem suporte a JavaScript.

Notícia

Saúde

29/12/2017 14:59 h

Cerca de 200 médicos vão disputar 39 vagas para Residência Médica do Hospital de Base em Porto Velho

Cerca de 200 médicos vão disputar 39 vagas para Residência Médica do Hospital de Base em Porto Velho

Cerca de 200 médicos recém formados de todo o País devem disputar as 39 vagas abertas pelo Governo do Estado para residência médica, em janeiro de 2018, no Hospital de Base Ary Pinheiro (HB), em Porto Velho, unidade referência no tratamento de alta complexidade no Estado. As provas do processo seletivo de Residência Médica serão realizadas na Escola Carmela Dutra, dia 07 de janeiro de 2018, informa a coordenação.

O edital para o processo seletivo foi publicado Diário Oficial do Estado. A prova objetiva acontece dia 7 de janeiro. Após as provas, os candidatos passam pela entrevista.

De acordo com a coordenação da Comissão de Residência Médica do HB, há expectativa de que vários médicos de estados como São Paulo, Mato Grosso, Amazonas, Maranhão, Acre, São Paulo, entre outros, disputem as vagas.

De acordo com a Coordenação da Comissão de Residência Médica do HB, as áreas de cirurgia-geral, ginecologia e pediatria são as mais disputadas. Todo o processo será acompanhado pela Coordenação Estadual de Residência Médica.

A procura pela residência em Rondônia deve crescer em pelo menos 30% em 2018 ano. Isso, segundo o secretário estadual de Saúde, Williames Pimentel, mostra que as pessoas, em especial os novos médicos, estão vendo a evolução na qualidade que a Saúde do Estado vem obtendo após o início da administração do governador Confúcio Moura.

Todo o processo será acompanhado pela coordenação Estadual de Residência Médica. As provas – que acontecem na Escola Carmela Dutra, em Porto Velho -, seguem todas as diretrizes do Ministério da Educação (MEC).

O secretário estadual de Saúde Williames Pimentel trabalha com a expectativa de manter a ampliação do número de residentes no HB. Este avanço será possível graças ao investimento pesado feito pelo governador Confúcio Moura na melhoria da estrutura física e médica do maior hospital do Estado, afirma Pimentel.

De acordo com Williames Pimentel, a residência médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização. Funcionando em instituições de saúde como hospitais-escola, os pós-graduandos realizam atividades profissionais remuneradas sob a orientação de médicos especialistas. No total, o Governo de Rondônia vai investir cerca de R$ 4 mil para cada residente, entre bolsa de estudo e ajuda de custos.


Fonte: Secom - Governo de Rondônia


  • Cerca de 200 médicos vão disputar 39 vagas para Residência Médica do Hospital de Base em Porto Velho






www.jornalcorreiodovale.com.br