Seu navegador não tem suporte a JavaScript.

Notícia

Brasil

27/05/2016 15:28 h

Temer repudia estupro coletivo de adolescente no Rio e afirma que governo tomará medidas


O presidente interino, Michel Temer, repudiou nesta sexta-feira o estupro coletivo de uma adolescente no Rio de Janeiro e anunciou que o governo criará um departamento na Polícia Federal para coordenar ações de combate à violência contra a mulher.

Temer afirmou que tomará "medidas efetivas" e que trabalha com a Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro para apurar responsabilidades, punir autores do estupro e da divulgação do crime em redes sociais.

"Repudio com a mais absoluta veemência o estupro da adolescente no Rio de Janeiro", disse o presidente interino em nota. "É um absurdo que em pleno século 21 tenhamos que conviver com crimes bárbaros como esse."

A adolescente de 16 anos foi estuprada no fim de semana, em uma comunidade da Zona Oeste do Rio de Janeiro. Imagens e vídeos da vítima foram divulgadas na internet. Segundo relatos da adolescente, 33 homens armados teriam participado do crime.

A Polícia do Rio pediu a prisão de quatro suspeitos de envolvimento no estupro, sendo que dois deles teriam divulgado as imagens.

A adolescente informou que procurou um hospital da rede pública para ter acesso a medicamentos que combatem doenças sexualmente trasmissíveis.

Temer informou ainda que o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, fará uma reunião na terça-feira com secretários de segurança pública de todo o país.

Mais cedo, em nota, Moraes repudiou o crime e afirmou que a pasta está à disposição da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro. Antes disso, o ministro conversou com o secretário de Segurança do Rio, José Beltrame.

Na segunda-feira o ministro já participaria de agenda no Rio de Janeiro para reuniões sobre os Jogos Olímpicos.



Fonte: REUTERS

  • Temer repudia estupro coletivo de adolescente no Rio e afirma que governo tomará medidas






www.jornalcorreiodovale.com.br